por camila abdo e paulo eneas
A economia brasileira criou 280.600 postos de trabalho formal no mês de maio deste ano. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (01/07) e constam do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) do Ministério da Economia, e que é atualizado mensalmente.

De acordo com o Novo Caged, um total de 1.548.715 de assalariados foram contratados com carteira assinada em maio deste ano. Em contrapartida, houve um total de 1.268.049 demissões no mercado formal de trabalho, de modo que o saldo final ficou em 280.666 novos postos de trabalho.

Entre os setores de atividade econômica que registraram melhores resultados quanto ao nível de emprego estão o de serviços, que registrou 110.956 novos postos de trabalho abertos principalmente em atividades ligadas às áreas de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas.

Por sua vez, o setor de comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas criou um total de 60.480 novas vagas de emprego. A indústria em geral veio logo em seguida, tendo aberto 44.146 novos postos de trabalho.

No setor de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura foram contratados 42.526 novos assalariados, enquanto a construção civil registrou a abertura de 22.611 novas vagas.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE