por paulo eneas
O Presidente Bolsonaro deu entrada na manhã desta quarta-feira (14/07) no Hospital das Forças Armadas em Brasília para realização de exames destinados a investigar as causas dos constantes soluços que ele tem tido, em decorrência de um quadro de obstrução abdominal.

A entrada no hospital foi confirmada em nota da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, que informou também que o presidente poderá ficar até dois dias em observação, não necessariamente no hospital.

A reunião que seria realizada nesta manhã entre o presidente e os chefes dos poderes judiciário e legislativo foi cancelada, segundo comunicou em nota o Supremo Tribunal Federal. O presidente já vinha exibindo episódios constantes de soluços em suas aparições públicas nos últimos dias.

Médicos comentam nas redes sociais que a obstrução abdominal pode ser consequência da cirurgia que o presidente precisou fazer após ter sofrido o atentado a faca durante a campanha eleitoral. A íntegra da nota oficial da Presidência da República pode ser lida abaixo.

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, por orientação de sua equipe médica, deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta quarta-feira (14) para a realização de exames para investigar a causa dos soluços. Por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem.

O Crítica Nacional continuará acompanhando a situação de saúde do presidente e irá trazer mais informações ao longo do dia.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE