por paulo eneas
O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) tornou-se o primeiro, e muito possivelmente será o único, partido político brasileiro a posicionar-se oficialmente em favor do povo cubano em sua revolta contra a ditadura comunista que domina a ilha caribenha. Em nota oficial publicada em seu site, o PTB expressa o apoio aos revoltosos cubanos, condena a ditadura comunista, e parabeniza o Presidente Bolsonaro por ter se posicionado da mesma forma.

Enquanto o PTB assume esta posição, os demais partidos políticos brasileiros, incluindo os partidos do Centrão, mantiveram-se em silêncio, assim como o Itamaraty, ou apoiaram publicamente a ditadura comunista cubana, como foi o caso do PT.

O posicionamento do PTB reflete a mudança que vem ocorrendo no partido, que em breve mudará de nome e vem promovendo alterações em seu estatuto e programa para configurar-se como um partido consistentemente de direita e conservador.

Conforme mostraremos em artigo em separado, o PTB irá tornar-se também a sigla que irá aglutinar a direita conservadora brasileira, e possivelmente será a legenda pela qual o Presidente Bolsonaro irá disputar a reeleição, uma vez que o próprio Centrão e o establishment político-judicial vem atuando para inviabilizar a ida do presidente para qualquer outra legenda.

A íntegra da nota do PTB, assinada por Roberto Jeferson, pode ser lida nesse link aqui no site do partido, e está reproduzida abaixo.

Nota Oficial do PTB em apoio ao povo cubano em sua luta pela liberdade e contra a ditadura comunista em Cuba

O PTB-Partido Trabalhista Brasileiro vem a público expressar seu irrestrito apoio e solidariedade ao povo cubano na luta heroica que vem travando desde domingo em defesa da liberdade e contra a ditadura comunista genocida e escravocrata que domina a ilha caribenha há mais de meio século. 

O momento em que os cubanos saem às ruas desarmados dos meios necessários para enfrentar as forças de repressão da ditadura comunista, mas armados pelo espírito daqueles que buscam a liberdade contra toda forma de tirania, constitui-se em um marco histórico na luta dos povos latino-americanos contra a ameaça comunista.

Já faz sessenta e dois anos que a ditadura comunista instalou-se em Cuba, trazendo miséria, fome, perseguições e toda sorte de violência e repressão sobre o povo cubano. Esta ditadura associou-se ao crime organizado e ao narcotráfico, e constitui-se há anos em uma ameaça à segurança e à paz em toda a América Latina.

Esta ditadura é defendida e apoiada por comunistas de todo o mundo, incluindo os comunistas brasileiros dos partidos políticos abrigados no Foro de São Paulo, que publicou nota em defesa daquele regime genocida. Nota esta que traz no seu rodapé o endereço da sede do PT em São Paulo.

O Partido Trabalhista Brasileiro, em consonância com seu novo estatuto e seu novo programa, comprometido com os valores conservadores e cristãos da liberdade e da democracia, reitera seu apoio à luta do povo cubano, sua repulsa àquela ditadura comunista, e parabeniza o Presidente Jair Bolsonaro pelo seu posicionamento público firme e inequívoco e corajoso de apoio e solidariedade aos cubanos que neste momento lutam em defesa da vida e da liberdade.

Por Roberto Jefferson


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE