O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revogou a nomeação da médica Mara Regina Cordeiro Pezzino para o cargo de diretora-geral do Hospital Federal de Ipanema, na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. A portaria que tornou sem efeito o decreto de nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (21/07).

A Dra. Mara Regina é defensora do uso de medicamentos off label como hidroxicloroquina e ivermectina para o tratamento precoce contra Covid-19, e também já expressou preocupações com os efeitos das vacinas experimentais aplicadas no país.

A médica também questiona a eficácia do uso generalizado de máscaras, bem como a consistência dos dados oficiais sobre óbitos pelo vírus na pandemia. Ela é uma das signatárias do documento Manifesto em Defesa da Vida e do Tratamento Pré-Hospitalar da Covid”, publicado no ano passado.

Desde o início da pandemia, o Presidente Bolsonaro assumiu a posição correta de defesa do direito ao tratamento médico das pessoas com Covid-19. No entanto, todos os seus ministros da Saúde, incluindo o atual, atuam no sentido contrário ao posicionamento expresso pelo presidente.


COLABORE COM O CRÍTICA NACIONAL FAZENDO UMA DOAÇÃO PELO PIX: 02259742823


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE