O Projeto de Lei Municipal 197/2018 aprovado pela Câmara de Vereadores da Cidade de São Paulo no final de junho, instituindo o ensino de ideologia de gênero nas escolas municipais, somente poderá ser vetado até a data de hoje, segunda-feira (26/07), pelo prefeito paulistano Ricardo Nunes.

O prefeito havia se comprometido com o veto, conforme o Crítica Nacional havia noticiado. No entanto, este não ocorreu até o momento. O projeto introduz a ideologia de gênero no sistema de ensino municipal da capital paulista, e foi aprovado no escopo de um projeto mais amplo que cria um marco regulatório para a chamada economia solidária.

O vereador petista Eduardo Suplicy foi o responsável pela manobra no processo de votação, pois introduziu de última hora uma alteração no texto da lei do marco regulatório, incluindo nela a imposição do ensino de ideologia de gênero nas escolas municipais da capital.

Leia também:
Ideologia de Gênero em Escolas Municipais Paulistanas Aprovada Após Manobra de Vereador Petista


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE