O autoritarismo a pretexto da segurança sanitária prossegue se alastrando pelo mundo no contexto da pandemia do vírus chinês. O governo da Austrália anunciou nesta segunda-feira (02/08) a convocação de efetivos de suas Forças Armadas para ocupar partes da cidade de Sydney para impor medidas de bloqueio e restrições.

Os trezentos militares convocados irão patrulhar a maior cidade australiana, apesar dos casos de coronavírus permanecerem em poucas centenas por dia, número bastante abaixo do registrado em outros países desenvolvidos como o Reino Unido, que suspenderam algumas das restrições. O envio de tropas militares atende pedido da polícia de New South Wales.

As medidas de restrição de liberdade em vigor na Austrália incluem a proibição das pessoas de saírem de casa, exceto para atividades consideradas essenciais, como compras em supermercados e atendimento médico. Basicamente, o governo australiano colocou sua população inteira em prisão domiciliar. Informações de Summit News | The Guardian | BBC.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE