por paulo eneas
A PEC 135 que institui o mecanismo de impressão do voto nas urnas eletrônicas será votada nesta terça-feira (10/08) na Câmara dos Deputados. Fontes afirmam que a pressão exercida pela opinião pública, especialmente nas redes sociais, começou a surtir efeito nas últimas horas: muitos parlamentares começaram a assumir publicamente uma posição em favor da emenda.

Mas estas mesmas fontes afirmam também que não é possível cravar qualquer resultado neste momento, o que é um ganho em relação à situação até semana passada, quando a derrota da emenda era dada como líquida e certa.

O principal entrave para a aprovação da medida continua sendo os líderes partidários, que firmaram acordos com membros do poder judiciário para impedir a aprovação da emenda. Este acordo resultou de uma clara e indevida ingerência do Poder Judiciário em uma prerrogativa que é exclusiva do Poder Legislativo: a aprovação de leis, incluindo emenda constitucionais.

A informação que obtivemos no início da noite é a de que estas lideranças partidários, incluindo líderes dos partidos do Centrão, estariam exercendo pressão sobre os parlamentares que estariam propensos a votar em favor da emenda para que não votem, ou posicionem-se contrariamente. Portanto, podemos afirmar que neste momento o resultado da votação permanece incerto.

O Crítica Nacional irá acompanhar e fazer a cobertura em tempo real a sessão plenária da Câmara dos Deputados que irá apreciar a PEC do Voto Impresso. Acompanhe nossa cobertura, com análises e comentários, no vídeo abaixo.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE