Em entrevista ao jornal Correio Braziliense na última sexta-feira (20/08), o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) afirmou que “o instituto do impeachment não pode ser mal usado. Até porque ele representa algo muito grave que acaba sendo uma ruptura, algo de exceção”.

A retórica empolada de Rodrigo Pacheco esconde sua covardia e subverte a realidade dos fatos. De onde ele concluiu que o pedido de impeachment de magistrado apresentado pelo Chefe do Executivo representa “mal uso” do instrumento?

Como pode Rodrigo Pacheco afirmar que o instituto de impeachment representa uma ruptura, se este instituto está previsto no ordenamento jurídico, justamente para prever rupturas fora do escopo constitucional?

O senador precisa deixar estes sofismas de lado, e fazer aquilo que Nação espera dele: dar andamento ao pedido formulado pelo Presidente da República para que o plenário do Senado Federal decida soberanamente sobre a matéria.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE