O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), voltou a tergiversar nesta segunda-feira (23/08) sobre o pedido de impeachment do ministro Alexandre Moraes, do STF, apresentado pelo Presidente da República. Segundo o senador, o pedido de impeachment estabelece um “retrocesso nessa nossa tônica e nesse nosso objetivo de manutenção e restabelecimento do diálogo”.

Ou seja, o senador continua usando de uma retórica oca e sem substância alguma para tratar de um tema da maior gravidade. Afinal, qual seria o retrocesso presente no emprego de um dispositivo previsto na Constituição Federal?

E desde quando o “diálogo” substitui ou dispensa o comprimento dos deveres e a observância dos preceitos constitucionais de cada ente de poder da República?

O senador Rodrigo Pacheco deveria ocupar-se menos de exercer sua retórica oca e pouco convincente, e dedicar-se mais em dar andamento ao pedido de impeachment para submetê-lo à apreciação soberana do plenário do Senado Federal.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE