Enquanto no Brasil a pasta da saúde transforma-se em um Ministério da Vacinação e a vacinação compulsória impõe-se como uma realidade a todos os brasileiros diante da omissão de quem prometeu impedir que isto aconteça, alguns países latino americanos adotam uma perspectiva distinta para o enfrentamento à Covid-19.

Os salvadorenhos receberam em suas casas no início do mês de agosto deste ano uma caixa azul com a etiqueta “Tratamento Ambulatorial Para Covid-19”. A entrega faz parte de uma estratégia de saúde do Governo de El Salvador destinada a atender as pessoas que, por telefone, comunicam ao governo que estão com sintomas associados ao vírus chinês.

O kit entregue pelo governo salvadorenho contém acetaminofeno e ácido acetilsalicílico (antiinflamatório), loratadina (antialérgico), ivermectina (antiparasitário), azitromicina (antibiótico), vitamina C, vitamina D e zinco.

Estratégia semelhante e com os mesmos medicamentos também foi aplicada na vizinha Guatemala, bem como na Bolívia, onde foram distribuídos cerca de cem mil kits residenciais para pessoas com suspeita de Covid-19 na cidade de La Paz.

Em maio deste ano, a cidade de La Paz informou que a ivermectina foi incluída na lista oficial bianual de medicamentos do governo boliviano, e que poderia ser utilizada no tratamento de pacientes com Covid-19, seguindo protocolo médico e consentimento informado. Fonte: Salud Con Lupa | Portal do Ministério de Saúde da Bolívia.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE