Uma ala dos apoiadores do Presidente Bolsonaro possui o entendimento equivocado de que o apoio a um governo deve ser feito abstendo-se de qualquer cobrança ou pressão positivo ao governante, ignorando que todo governante precisa da pressão positiva de sua base apoio social para os enfrentamentos políticos internos e para levar adiante sua agenda.

Esse segmento costuma usar o bordão “se está achando ruim, então sai candidato nas próximas eleições e faça melhor” para desqualificar qualquer cobrança que seja feita. Note-se que este bordão, que é assemelha-se a um pseudo-argumento próprio de um símio,  embute uma mentalidade autoritária e até mesmo ditatorial, pois sugere que ninguém possui legitimidade para cobrar um governo, inclusive quem ajudou eleger e apoia tal governo.

O argumento diz que se apoiador do governo que estiver insatisfeito, ainda que em parte, com os rumos do governo em determinadas áreas, tem que calar-se e esperar até as próximas eleições. Somente uma direita ignorante em matéria de guerra política adota esta estupidez como recurso retórico. Nem mesmo um afegão média da esquerda jamais empregaria este tipo de estupidez.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE