O Partido Social Cristão (PSC) ingressou na última sexta-feira (01/10) com uma ação no Supremo Tribunal Federal solicitando a suspenção do decreto do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) que exige a apresentação do passaporte da vacina contra Covid-19 em templos e igrejas do Estado de Pernambuco com capacidade superior a de trezentas pessoas.

De acordo com o partido, não há exigência do comprovante para frequentar outros espaços, como shoppings e restaurantes. Na ação, o PSC diz que é a favor da vacinação contra a Covid-19 e que confia na ciência, mas que tal medida do governador fere o princípio de igualdade.

“Nós conseguimos a vacina para todos os brasileiros que acharem que devem se vacinar. Nós respeitamos o direito daqueles que porventura não querem se vacinar. Não se pode admitir na ponta da linha, como vemos hoje em mais de duzentos municípios, prefeitos baixando decretos proibindo matrículas em escola de crianças que porventura não foram vacinadas”, afirmou o presidente do partido. Fonte: Revista Veja.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE