O jornalista Wellington Macedo, preso desde o último dia 3 de setembro por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, a pedido da procuradora Lindôra Araújo, teve sua prisão convertida para o regime domiciliar nesta sexta-feira (15/10) por ordem do mesmo magistrado. Wellington Macedo permanecerá em regime domiciliar com tornozeleira eletrônica e ficará proibido de usar redes sociais.

Sua prisão havia ocorrido no contexto das Manifestações do 7 de Setembro, que foram as maiores já ocorridas no país e que foram realizadas de maneira pacífica sem qualquer incidente. Dois dias após as manifestações, o Presidente Bolsonaro divulgou carta à Nação pedindo desculpas pelo que ele havia afirmado durante sua participação nestes atos.

O jornalista Wellington Macedo estava entre os três apoiadores do Presidente Bolsonaro que foram presos em período recente. Os outros dois são o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) e o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson. Os dois últimos seguem presos em regime fechado.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE