A Petrobras confirmou nesta segunda-feira (25/10) o reajuste dos preços dos combustíveis para as distribuidoras a partir desta terça-feira. O reajuste acompanha a política de preços da estatal, que segue os preços do mercado internacional, o que penaliza enormemente o consumidor interno.

A gasolina passará a ser vendida às distribuidoras a R$3,19 o livro. Por sua vez, o preço do óleo diesel foi reajustado para R$3,34 o litro. Os reajustes haviam sido antecipador pelo presidente Bolsonaro durante coletiva com o ministro Paulo Guedes na última sexta-feira (22/10).

Mais cedo nesta segunda-feira, em entrevista a uma emissora de rádio de Mato Grosso do Sul, o presidente afirmou que “paciência do povo se esgotou” com os aumentos dos combustíveis e comprometeu-se novamente a não promover tabelamento de preços, sem no entanto sinalizar possível mudança na política de preços da Petrobras.

No vídeo abaixo, fazemos algumas considerações sobre o papel da Petrobras e apresentamos algumas propostas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE