por paulo eneas e angelica ca
O Partido Comunista Chinês consolidou oficialmente o nome de Xi Jinping como ditador perpétuo da China. O partido aprovou nesta quinta-feira (11/11) uma resolução histórica, que consolida a liderança absoluta de Xi Jinping, que também acumula a função de  secretário-geral do partido, seguindo a velha tradição comunista desde os tempos de Lenin, além de líder supremo do regime comunista chinês.

O documento com a resolução traz um resumo da história dos cem anos do partido e aponta suas direções futuras. Cerca de 370 membros titulares e suplentes do 19º Comitê Central do partido, aprovaram a resolução denominada “Grandes Conquistas e Experiência Histórica da Luta do Centenário do Partido”.

Resoluções anteriores desta natureza foram aprovadas na era de Mao Zedong em 1945, fundador do regime comunista chinês, e durante o período de liderança de Deng Xiaoping em 1981.

A adoção da resolução encerrou a sexta reunião plenária do Comitê Central do Partido Comunista Chinês, que escolhe seus novos líderes a cada cinco anos. A reunião ocorreu a portas fechadas desde o início desta semana em Pequim.

Especialistas afirmam que a análise da resolução aprovada mostra que ela abre o caminho para Xi Jinping garantir um terceiro mandato sem precedentes no próximo ano, e desta forma consolidar-se como ditador da China pelo resto da vida. Crédito da Imagem: Creative Commons. Fonte: BBC | New York Times | Infobae.


Não Deixe o Crítica Nacional Acabar!

Crítica Nacional precisa e muito do apoio de seus leitores para continuar. Dependemos unicamente do financiamento do nosso público leitor, por meio de doações e assinaturas de apoio, para tocar adiante nosso projeto.

Crítica Nacional é hoje um dos poucos veículos da chamada imprensa independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade dos fatos e a defesa de valores conservadores. Dentre os demais, muitos renderam-se ao chapa-branquismo desbravado, lançando mão até mesmo da divulgação de conteúdos falsos ou enganosos para esse intento. Esse tipo de conduta você jamais irá ver no Crítica Nacional.

Estamos nesse momento apelando encarecidamente ao nosso público para que contribua conosco. Você poderá fazer esta contribuição acessando este link aqui, onde terá a opção de fazer uma assinatura de apoio a um valor mensal irrisório e bastante acessível, e poderá também fazer uma doação no valor que desejar.

Muito obrigado.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE