As forças de segurança polonesas dispararam canhões de água contra imigrantes ilegais que jogavam pedras na fronteira com a Bielorrússia.  O episódio ocorrer nesta terça-feira (16/11). Imagens de vídeo divulgadas pelas autoridades polonesas mostraram imigrantes também jogando garrafas, pedras e toras em uma cerca de arame farpado na fronteira da Polônia com a Bielorrússia.

Nos últimos dias, as autoridades polonesas aumentaram a segurança junto à fronteira devido à violência dos imigrantes invasores vindos do lado bielorrusso, e que já resultou em nove policiais poloneses feridos na sequência dos confrontos. O ministro da Defesa da Polônia, Mariusz Blaszczak, disse em entrevista a uma rádio local que a crise na fronteira da Polônia com a Bielorrússia poderá prolongar-se durante meses ou mesmo anos.

As autoridades polonesas registaram somente este ano mais de 33.000 tentativas de entrada ilegal no país pela fronteira com a Bielorrússia. A Polônia acusa o presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, de conivência com estas invasões. O próprio presidente bielorrusso já reconheceu publicamente que não iria impedir a passagem de imigrantes ilegais pelo território da Bielorrússia em direção à União Europeia. Fonte: Epoch Times | Publico | CBS News.


Não Deixe o Crítica Nacional Acabar!

Crítica Nacional precisa e muito do apoio de seus leitores para continuar. Dependemos unicamente do financiamento do nosso público leitor, por meio de doações e assinaturas de apoio, para tocar adiante nosso projeto.

Crítica Nacional é hoje um dos poucos veículos da chamada imprensa independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade dos fatos e a defesa de valores conservadores. Dentre os demais, muitos renderam-se ao chapa-branquismo desbravado, lançando mão até mesmo da divulgação de conteúdos falsos ou enganosos para esse intento. Esse tipo de conduta você jamais irá ver no Crítica Nacional.

Estamos nesse momento apelando encarecidamente ao nosso público para que contribua conosco. Você poderá fazer esta contribuição acessando este link aqui, onde terá a opção de fazer uma assinatura de apoio a um valor mensal irrisório e bastante acessível, e poderá também fazer uma doação no valor que desejar.

Muito obrigado.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE