A CNN Brasil divulgou uma informação errada ao falar sobre imunização cruzada. Em matéria publicada em seu website, a CNN Brasil afirma que “a dose de reforço [da vacina contra o coronavírus] segue a lógica da imunização cruzada, que visa aumentar a proteção a partir da combinação de plataformas vacinais diferentes”.

Segundo o Dr. Francisco Cardoso informou em sua rede social ao comentar a publicação da CNN Brasil, imunização cruzada não significa mistura de vacinas de plataformas vacinais diferentes. O médico informa que:

“Imunidade cruzada é a capacidade do seu sistema imune reconhecer um agente infeccioso usando células de memória criadas para outro patógeno. Basicamente consiste na capacidade de alguns dos linfócitos envolvidos na resposta adaptativa (linfócitos ou células B ou T) em reconhecer sequências de um vírus, bactéria ou similar e ser capaz de identificá-las no futuro em outro agente infeccioso”.



Não Deixe o Crítica Nacional Acabar!

Crítica Nacional precisa e muito do apoio de seus leitores para continuar. Dependemos unicamente do financiamento do nosso público leitor, por meio de doações e assinaturas de apoio, para tocar adiante nosso projeto.

Crítica Nacional é hoje um dos poucos veículos da chamada imprensa independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade dos fatos e a defesa de valores conservadores. Dentre os demais, muitos renderam-se ao chapa-branquismo desbravado, lançando mão até mesmo da divulgação de conteúdos falsos ou enganosos para esse intento. Esse tipo de conduta você jamais irá ver no Crítica Nacional.

Estamos nesse momento apelando encarecidamente ao nosso público para que contribua conosco. Você poderá fazer esta contribuição acessando este link aqui, onde terá a opção de fazer uma assinatura de apoio a um valor mensal irrisório e bastante acessível, e poderá também fazer uma doação no valor que desejar.

Muito obrigado.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE