Durante a sabatina para a vaga no Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira (01/12) no Senado Federal, o ex-ministro da Justiça, André Mendonça, fez a defesa do trabalho realizado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 conduzido este ano no Senado Federal. A CPI foi instalada no Senado por ordem do supremo.

Segundo André Mendonça, a comissão produziu um “valoroso trabalho” que no seu entender precisa ser “ser levado a sério por todas as instituições do sistema de justiça”. Ainda segundo André Mendonça, é preciso “dar uma resposta ao trabalho da CPI”.

Juristas criticaram o trabalho da CPI principalmente no que diz respeito à forma como foram tratadas as pessoas que foram depor na comissão, inclusive aquelas que foram depor voluntariamente.

A comissão concluiu seus trabalhos propondo no relatório final o indiciamento de mais de setenta pessoas, entre elas o Presidente da República, a quem a comissão atribui o suposto cometimento de onze crimes.


Não Deixe o Crítica Nacional Acabar!

Crítica Nacional precisa e muito do apoio de seus leitores para continuar. Dependemos unicamente do financiamento do nosso público leitor, por meio de doações e assinaturas de apoio, para tocar adiante nosso projeto.

Crítica Nacional é hoje um dos poucos veículos da chamada imprensa independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade dos fatos e a defesa de valores conservadores. Dentre os demais, muitos renderam-se ao chapa-branquismo desbravado, lançando mão até mesmo da divulgação de conteúdos falsos ou enganosos para esse intento. Esse tipo de conduta você jamais irá ver no Crítica Nacional.

Estamos nesse momento apelando encarecidamente ao nosso público para que contribua conosco. Você poderá fazer esta contribuição acessando este link aqui, onde terá a opção de fazer uma assinatura de apoio a um valor mensal irrisório e bastante acessível, e poderá também fazer uma doação no valor que desejar.

Muito obrigado.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE