por paulo eneas
O Projeto de Lei 668/21, Lei Bruno Graf, que proíbe a adoção do passaporte sanitário no Estado de São Paulo, será votado nesta quinta-feira (09/12) no plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo às 16h00. A colocação do projeto em pauta foi decidida em reunião das lideranças partidárias da casa realizada ainda esta semana.

O deputado estadual Douglas Garcia, líder do PTB na ALESP, empenhou-se no encaminhamento do projeto para votação em plenário, ao anunciar que usaria do recurso regimental de obstrução caso o projeto não fosse levado à apreciação de todos os deputados.

Ainda segundo o deputado, o projeto de lei conta com o apoio de uma parcela expressiva de parlamentares de diversas siglas partidárias, que já declararam ser contra a imposição do passaporte sanitário.

Douglas Garcia tem se dedicado pessoalmente ao trabalho de convencimento ombro a ombro, indo de gabinete em gabinete de cada parlamentar expor a importância da aprovação do projeto de lei.

O público poderá ter acesso às galerias da Assembleia Legislativa de São Paulo durante a sessão plenária de votação. O Crítica Nacional estará presente acompanhando os trabalhos ao vivo e fazendo a cobertura jornalística.


Não Deixe o Crítica Nacional Acabar!

Crítica Nacional precisa e muito do apoio de seus leitores para continuar. Dependemos unicamente do financiamento do nosso público leitor, por meio de doações e assinaturas de apoio, para tocar adiante nosso projeto.

Crítica Nacional é hoje um dos poucos veículos da chamada imprensa independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade dos fatos e a defesa de valores conservadores. Dentre os demais, muitos renderam-se ao chapa-branquismo desbravado, lançando mão até mesmo da divulgação de conteúdos falsos ou enganosos para esse intento. Esse tipo de conduta você jamais irá ver no Crítica Nacional.

Estamos nesse momento apelando encarecidamente ao nosso público para que contribua conosco. Você poderá fazer esta contribuição acessando este link aqui, onde terá a opção de fazer uma assinatura de apoio a um valor mensal irrisório e bastante acessível, e poderá também fazer uma doação no valor que desejar.

Muito obrigado.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE