por angelica ca e paulo eneas
O governador petista do Piauí, Wellington Dias, determinou por meio do decreto nº 20.321, publicado no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (07/12) que servidores públicos estaduais que não estiverem vacinados contra a Covid-19 poderão sofrer cortes salariais.

De acordo com o texto, servidores deverão apresentar o comprovante de vacina contra o coronavírus para ter acesso às suas repartições. Caso o documento não seja apresentado, o servidor ficará impedido de entrar no local e perderá o dia de trabalho, sofrendo desconto em seus vencimentos devido à falta.

O decreto é taxativo neste sentido e afirma que funcionários que não cumprirem a obrigação de se vacinar terão corte salarial: “o servidor perderá a remuneração dos dias em que faltar ao serviço por não apresentar o passaporte de vacinação (…) sob pena de cometer violação grave a dever funcional”, afirma um trecho do decreto.

O decreto também impõe a exigência do comprovante de vacinação para cidadãos que queiram atendimento presencial nos órgãos da administração pública estadual. Ou seja os cidadãos piauienses ficam proibidos de usar certos serviços públicos se não estiverem vacinados.

A medida extrema tomada pelo governador petista do Piauí mostra como o ambiente institucional criado pela pandemia do coronavírus, e respaldado na Lei Federal 13979, tem ensejado todo tipo de arbitrariedade, agressões a direitos e mesmo ilegalidades a pretexto de proteger a saúde pública. Fonte: Portal G1Diário de Pernambuco.


Não Deixe o Crítica Nacional Acabar!

Crítica Nacional precisa e muito do apoio de seus leitores para continuar. Dependemos unicamente do financiamento do nosso público leitor, por meio de doações e assinaturas de apoio, para tocar adiante nosso projeto.

Crítica Nacional é hoje um dos poucos veículos da chamada imprensa independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade dos fatos e a defesa de valores conservadores. Dentre os demais, muitos renderam-se ao chapa-branquismo desbravado, lançando mão até mesmo da divulgação de conteúdos falsos ou enganosos para esse intento. Esse tipo de conduta você jamais irá ver no Crítica Nacional.

Estamos nesse momento apelando encarecidamente ao nosso público para que contribua conosco. Você poderá fazer esta contribuição acessando este link aqui, onde terá a opção de fazer uma assinatura de apoio a um valor mensal irrisório e bastante acessível, e poderá também fazer uma doação no valor que desejar.

Muito obrigado.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE