por angelica e paulo eneas
O ex-advogado-Geral da União (AGU) do Governo Bolsonaro, Dr. José Levi, deverá assumir no início de junho a chefia do gabinete do ministro Alexandre de Moraes no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo informa o Portal G1, no final do ano passado o ministro Alexandre de Moraes convidou o general da reserva e ex-ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva e o agora ex-AGU José Levi para exercer funções no Tribunal Superior Eleitoral.

José Levi e Alexandre de Moraes trabalharam juntos no Ministério da Justiça no governo de Michel Temer. José Levi era o número dois da pasta então comandada por Alexandre de Moraes.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.

Quando o então ministro da Justiça deixou o ministério para ser sabatinado no Senado Federal para vaga no Supremo Tribunal Federal, no início de 2017, José Levi assumiu interinamente o Ministério da Justiça do Governo de Michel Temer.

Na última terça-feira (01/fev), o Ministério da Economia, onde José Levi é servidor, formalizou sua cessão ao TSE. A partir de agosto, quando Alexandre de Moraes passará a presidir a corte eleitoral, José Levi assumirá o comando da Secretaria-Geral do tribunal. A Secretaria-Geral do tribunal é um cargo de confiança do presidente.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE