por angelica ca e paulo eneas
A Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro inicia esta semana uma operação de “busca ativa” nas escolas por crianças de 7 a 11 anos que ainda não se vacinaram contra covid-19. De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a busca ativa será feita com base nos cadastros do programa Estratégia Saúde da Família, dos benefícios sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social do Governo Federal, e também com base nos dados da própria secretaria.

A pasta realiza um cruzamento dos dados de vacinação com os desses cadastros para identificar as crianças não vacinadas. A partir daí, as unidades de saúde fazem o contato com as famílias.

Segundo Soranz, as crianças com esquema vacinal incompleto poderão ser vacinadas nas escolas em que estudam. Os pais receberão uma ficha para informar a situação vacinal da criança. A vacinação de crianças nas escolas, sem presença dos pais, constitui-se no aspecto mais temerário da medida.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.

Não há a previsão de que seja exigida a apresentação de um comprovante de vacinação contra a covid-19 para que as crianças permaneçam em ambiente escolar. O secretário afirma que a medida seria um suposto processo de educação dos pais e das crianças sobre o que ele entender ser a importância da vacinação.

Entretanto, na prática, a medida terá como efeito uma forma de coação das famílias para que vacinem seus filhos contra a Covid-19, como já vem ocorrendo em diversas cidades brasileiras. O própria conceito de “busca ativa” sinaliza o caráter coercitivo da ação do Estado para intimidar as famílias.

A busca ativa prosseguirá por todo o mês de fevereiro e não ficará restrita à rede municipal. Algumas escolas privadas e estaduais também receberão o formulário para distribuição aos pais e responsáveis. Atualmente, cerca de um terço da população de 5 a 11 anos do Rio de Janeiro já recebeu ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19. Fonte:  Portal G1 | Extra Globo.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE