Constatamos que à exceção dos deputados Douglas Garcia e Janaína Paschoal, nenhum outro parlamentar do campo da direita divulgou ou manifestou-se apoiando a iniciativa da marcha.


por paulo eneas
O Movimento Conservador realizou nesta terça-feira (08/fev) a primeira Marcha Pela Liberdade Contra  o Passaporte Sanitário, na Avenida Paulista, em São Paulo (SP). Centenas de pessoas reuniram-se em frente ao prédio da TV Gazeta ao final da tarde e saíram em marcha por uma das faixas da avenida.

Toda a manifestação transcorreu de maneira pacífica e sem incidentes. A Polícia Militar esteve presente orientando o trânsito e acompanhando toda a manifestação. A marcha foi a primeira manifestação de rua mais expressiva ocorrida no Brasil contra a imposição do passaporte sanitário.

O passaporte sanitário é um instrumento de controle social que vem sendo adotado por governadores, prefeitos, órgãos do poder judiciário e demais órgãos públicos com o objetivo de cercear os direitos civis das pessoas que exercem sua liberdade de escolha de não vacinarem-se contra o coronavírus. O tema central da marcha foi a defesa da Liberdade.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.

O deputado estadual Douglas Garcia  e a deputada estadual Janaina Paschoal estiveram na marcha. Os dois parlamentares atuam na ALESP pela aprovação do Projeto de Lei Bruno Graf, que prevê a proibição do passaporte sanitário no Estado de São Paulo.

A Marcha Pela Liberdade, idealizada e organizada pelo Movimento Conservador inspirou-se no mesmo modo de atuação das Marchas Contra a Nova Lei de Imigração organizadas em 2017 e que tiveram ampla repercussão em nível nacional.

Segundo informaram os organizadores, a intenção do movimento é realizar uma jornada de manifestações em forma de marcha ao longo deste mês de fevereiro até que o projeto de lei proibindo o passaporte sanitário no Estado seja aprovado e sancionado.

Constatamos que à exceção dos deputados Douglas Garcia e Janaína Paschoal, nenhum outro parlamentar do campo da direita divulgou ou manifestou-se apoiando a iniciativa da marcha. A segunda marcha será realizada na próxima terça-feira (15/fev) também na Avenida Paulista.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE