O primeiro-ministro francês, Jean Castex, anunciou na semana passada o fim da obrigatoriedade do uso da máscaras e do passaporte de vacinação na maioria dos lugares da França a partir de 14 de março, cerca de um mês antes das eleições presidenciais. O passaporte de vacinação havia sido adotado na França no final de janeiro deste ano.

As máscaras não serão mais obrigatórias em ambientes fechados, exceto no transporte público. O passaporte de vacinação continua obrigatório para acessar os centros de atendimento domiciliar de idosos, estabelecimentos médicos e hospitais. A vacinação continuará sendo obrigatória para cuidadores de idosos e enfermos. Fonte: Reuters | News Max | Le Monde.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE