Em outubro de 2020, no auge da pandemia do vírus chinês, foi realizado em Moscou, capital da Rússia, um congresso de revolucionários destinado a tratar das estruturas da Nova Ordem Mundial. Participaram deste congresso o ditador russo, Vladimir Putin, o ditador chinês Xi Jinping e a esquerda revolucionária latino-americana, representada pelos senador petista brasileiro Humberto Costa (PT-PE).

A informação foi divulgada por Paulo Henrique Araújo, diretor do Canal PHVox, durante live realizada esta semana pelo site Senso Incomum.

Também foi lembrado na live que durante a CPI das Fakes News, o senador Angelo Coronel (PSD-BA) viajou até Moscou para, segundo ele, informar-se sobre mecanismos de suposto “combate às fake news” usados na Rússia, país onde não existe liberdade de expressão e que nunca conheceu uma democracia.

Esses fatos reforçam o quanto Vladimir Putin, Xi Jinping e a esquerda revolucionária do Ocidente têm em comum em suas agendas e projetos de poder que são de natureza essencialmente antidemocráticos e totalitários, e portanto em linha com os objetivos dos globalistas ocidentais.

Mostram também que parte da direita brasileira está cometendo um erro primário ao acreditar na falácia de que Vladimir Putin estaria “combatendo” a Nova Ordem Mundial.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE