A soberania nacional de uma nação não pode ser tratada apenas como exercício de retórica ou de propaganda. Soberania nacional diz respeito à capacidade que um país precisa construir para prosseguir existindo como nação independente diante da permanente disputa de poder e hegemonia do grandes blocos de poder internacionais e suas aspirações de natureza totalitária e, por extensão, contrárias às soberanias nacionais.

A pré-condição para assegurar a soberania é a capacidade de defesa militar, o que inclui o uso de todas as tecnologias bélicas existentes para fins de dissuasão. A Ucrânia foi invadida pelos russos e encontra-se com sua soberania e sua própria existência como nação independente ameaçadas justamente por ter cometido o erro de abrir mão de seu arsenal nuclear e, consequentemente, de sua capacidade de dissuasão ante qualquer agressão.

Garantia de soberania também inclui não depender de outros países nas área de energia, insumos para a produção agrícola, medicamentos e vacinas e defesa cibernética. Os eventos do período recente mostram que a dependência externa em qualquer destes setores compromete a efetiva soberania, gerando até mesmo o ambiente necessária para ingerência externa na diplomacia de um país soberano, como ficou patente no caso do Brasil nos anos recentes.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 02259742823 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE