por paulo eneas
Durante sabatina realizada nesta terça-feira (03/05) no UOL/Folha, o ex-ministro da Educação e pré-candidato a governador do Estado de São Paulo Abraham Weintraub afirmou não confiar no Presidente Bolsonaro para conduzir os rumos da Nação.

Abraham Weintraub atribuiu o seu descrédito à política de alianças do governo, que resultou em um alinhamento com o Centrão, bloco fisiológico historicamente ligado à corrupção e que foi um principais pilares de sustentação dos governos petistas, e o consequente abandono das pautas conservadores que elegeram Bolsonaro em 2018.

Apesar desta avaliação negativa, Abraham Weintraub afirmou que entre Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL), os dois principais candidatos no pleito presidencial,  “é lógico” que sua escolha será em favor do Presidente Bolsonaro.

Weintraub enfatizou ainda que votaria em qualquer um que não seja o Lula: “Ele [Lula] tem algum grau de patologia, destruiu milhares de vidas”, afirmou em relação ao chefe descondenado petista.

O ex-ministro revelou também que o Presidente Bolsonaro o procurou de forma amistosa, já quando estava nos Estados Unidos, para saber se o seu ex-ministro da Educação iria apoiar a candidatura de Sérgio Moro. Com a negativa e o esvaziamento da candidatura do ex-juiz, as abordagens voltaram a ser mais agressivas.

Apresentaremos um análise detalhada da sabatina UOL/Folha com Abraham Weintraub em reportagem desta quarta-feira.

Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE