por angelica ca e paulo eneas
O estado norte-americano do Missouri aprovou na semana passada uma nova lei que impedirá os conselhos estaduais punir disciplinarmente os médicos que prescrevem os medicamentos off-label ivermectina e hidroxicloroquina para pacientes com Covid-19.

A lei ainda impede que farmacêuticos possam questionar os médicos que prescrevem os medicamentos, a menos que o paciente ou médico pergunte sobre a eficácia dos respectivos remédios.

A lei foi aprovada pelo legislativo do Estado de Missouri por 130 votos favoráveis e apenas 4 votos contrários. A lei entrará em vigor tão logo seja sancionada pelo governador republicano Mike Parsons. A informação foi divulgada pelo jornal Kansas City Star.

De acordo a nova lei, “o ato de dispensar, prescrever, administrar ou distribuir legalmente comprimidos de ivermectina ou comprimidos de sulfato de hidroxicloroquina para uso humano não deve ser motivo de negação, suspensão, revogação ou outra ação disciplinar pelo conselho”.

O Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.

“O conselho não deve negar, revogar ou suspender, ou de outra forma tomar qualquer ação disciplinar contra um certificado de registro ou autoridade, permissão ou licença exigida por este capítulo para qualquer pessoa devido à dispensa legal, distribuição ou venda de comprimidos de ivermectina ou comprimidos de sulfato de hidroxicloroquina para uso humano de acordo com as instruções do prescritor”.

O farmacêutico não deve entrar em contato com o médico ou o paciente para contestar a eficácia de comprimidos de ivermectina ou comprimidos de sulfato de hidroxicloroquina para uso humano, a menos que o médico ou paciente pergunte ao farmacêutico sobre a eficácia dos comprimidos de ivermectina ou comprimidos de sulfato de hidroxicloroquina”. Fonte: Epoch Times | Life Site News | WND News Center.

O Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE