por paulo eneas
O descondenado petista Lula voltou a atacar o Presidente Bolsonaro em evento com artistas em Porto Alegre (RS) nesta quinta-feira (02/06). Incapaz de apresentar propostas concretas para o País em sua ambição de retornar à Presidência da República, e sem conseguir mobilizar a militância petista para eventos de rua expressivos, restou a Lula “falar pra dentro”, tentando assim animar sua militância por meio de ataques e calúnias ao presidente.

Lula acusou o Presidente Bolsonaro, sem exibir provas e sem citá-lo nominalmente, de supostamente “distribuir armas para milicianos”, além de chamá-lo de fascista. No mesmo discurso, Lula dirigiu-se ao seu candidato a vice-presidente, Geraldo Alckmin, e confessou que a disputa que por anos existiu entre tucanos e petistas era “briga de amigos”, confirmando assim a Estratégia das Tesouras, ensinada por Lenin, e revelada pelo professor Olavo de Carvalho.

O Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos encarecidamente ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE