Dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e da Previdência Social e divulgados nesta segunda-feira (06/06) e que podem ser vistos em detalhes neste link, mostram que a economia brasileira gerou 196.966 mil novos empregos formais com carteira assinada em abril de 2022.

Em março, ainda segundo o CAGED, foram criados 88 mil empregos formais. Os novos dados do mês de abril mostram que no acumulado de 2022 o saldo está em 770.593 novos empregos formais, número que decorre de um total de 7.715.322 admissões e de 6.944.729 desligamentos.

A despeito do desempenho positivo, este saldo anualizado ainda é 3.6% menor do que o saldo registrado no mesmo período do ano passado. Quatro dos cinco setores pesquisados tiveram resultados positivos para a geração de vagas. O setor de serviços foi que mais criou postos de trabalho: foram 117.007 vagas, consolidando a recuperação do setor no período pós-pandemia. Fonte: Informações de Agência Brasil.

O Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos com ênfase ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE