Parte da direita segue na linha tola de apontar a suposta “incoerência” da esquerda, como se isso fosse efetivo para combatê-la, ao questionar por que o MTST invadiu o Shopping Iguatemi mas não invadiu o casamento ostentação do descondenado Lula. Trata-se de uma perda de tempo e de uma armadilha narrativa, que desvia o foco da questão principal.

O MTST não invadiu o casamento do Lula e nem o invadiria por que PT e MTST estão do mesmo lado da causa revolucionária. Isso deveria ser óbvio para qualquer pessoa informada. Logo, não há incoerência alguma, mas sim a coerência dialética que os comunistas sempre adotam.

Quem tem que ser cobrada é a direção do Shopping Iguatemi, por não ter acionado a polícia, até mesmo para garantir a segurança dos funcionários e clientes do shopping. A direção deve ser cobrada também por não ter condenado a invasão, mas sim por ter legitimado-a por meio de uma nota politicamente correta minimizando o episódio e falando em manifestação democrática e pacífica.

Leia também:
MTST Invade Shopping Iguatemi: Direção do Shopping Responde Com Nota Politicamente Correta

O Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos com ênfase ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE