por angelica ca e paulo eneas
Milhares de espanhóis saíram às ruas de Madri neste último domingo (26/06) para defender o direito à vida e protestar contra a leis que facilitam o assassinato de bebês no ventre materno e a eutanásia.

A marcha foi convocada por mais de duzentas entidades pró-vida lideradas pelo ex-ministro e líder político basco Jaime Mayor Oreja. Os manifestantes também protestaram contra os projetos de natureza autoritária do governo socialista de Pedro Sánchez.

A manifestação ocorreu sem incidentes pelas ruas da capital espanhola. Bandeiras e faixas em defesa da vida celebraram a decisão da Suprema Corte de Justiça dos Estados Unidos de abolir a proteção constitucional ao aborto que vigorava naquele país há cerca de meio século.

O Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.

Jaime Mayor Oreja afirmou que a manifestação mostrava que “a cultura da vida está mais viva do que nunca”. Sobre a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos a respeito do aborto, Oreja afirmou que “a (decisão) é um elemento de esperança e de futuro, nenhum futuro pode ser construído com leis que destruam a natureza humana”.

Várias cartazes com os dizeres “matar não é um direito”, e “abortar é assassinato” foram exibidos durante a manifestação. Canções com o lema “sim à vida, não ao aborto” foram entoadas pelos manifestantes. Houve também um momento de aplausos para os médicos que se recusam a realizar abortos.

Entre os participantes da manifestação estavam o líder da VOX, principal partido da direita espanhola, Santiago Abascal. Milhares de famílias, crianças e adultos, dezenas de padres e freiras estavam entre os manifestantes. Lideranças religiosas como o bispo emérito de El Callao (Peru) e o espanhol José Luis del Palacio também participaram da marcha. Fonte: Europa Press | EFE | Expresso.

O Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE