A 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná suspendeu na última terça-feira (05/07) a cassação do mandato do vereador petista Renato Freitas. A decisão baseou-se não no mérito da cassação, mas nos aspectos processuais.

O vereador petista teve seu mandato cassado pela Câmara Municipal de Curitiba (PR) por quebra de decoro parlamentar, após ter participado de ato que resultou na invasão e interrupção de Missa da Igreja Nossa Senhora do Rosário, na capital paranaense, em fevereiro deste ano.

Na decisão liminar, a desembargadora Maria Aparecida Blanco de Lima conclui que houve desrespeito ao processo legal, uma vez que a convocação para a sessão do legislativo municipal que cassou o mandato do vereador petista foi feita apenas um dia antes da sua realização, além de não ter havido a devida intimação do denunciado. Colaboração Angelica Ca.

Leia também:
Vereador Petista Que Liderou Invasão de Igreja Durante Missa em Curitiba (PR) Possui Histórico de Passagens Pela Polícia e na Comissão de Ética da Câmara Municipal

O Crítica Nacional é uma mídia independente que mantém-se fiel ao compromisso com a verdade e a defesa de valores conservadores, e precisa do apoio de seus leitores para continuar. Apelamos ao nosso público para contribuir conosco pelo PIX: 022.597.428-23 ou através deste link para fazer assinatura de apoio.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE