JORNAL2020

PAUTA 07 AGO

1)  Outdoor Em Defesa da Hidroxicloroquina Traz Foto do Presidente Bolsonaro

2) Estados Unidos Oferecem Recompensa Por Informações Sobre Interferência Estrangeira em Eleições

3) Por Unanimidade STJ Nega Recurso e Mantém Sérgio Camargo na Presidência da Fundação Palmares

4) GEORGE SOROS DESTINARÁ R$ 26 MILHÕES PARA ENTIDADES ESQUERDISTAS NO BRASIL

5) VÍRUS CONTAGIOSO TRANSMITIDO POR CARRAPATO MATA SETE PESSOAS NA CHINA

6) MÉDICO FRANCÊS ACUSA FARMACÊUTICA GILEAD DE FAZER AMEAÇAS DE MORTE DEVIDO À CLOROQUINA



1)  Outdoor Em Defesa da Hidroxicloroquina Traz Foto do Presidente Bolsonaro
Um outdoor com uma mensagem de defesa ao uso da cloroquina para combater a Covid-19 foi inaugurado nesta quarta-feira (05/08), em frente a uma farmácia na cidade de Vitória, capital do Espírito Santo, contendo uma imagem do presidente Jair Bolsonaro como garoto-propaganda do medicamento.

Apoiadores do mandatário brasileiro instalaram a peça de 9 metros de largura por 3 de altura e traz com a foto do presidente ao lado uma imagem de uma caixa de sulfato de hidroxicloroquina de 400mg com a frase que “Tratamento precoce salva vidas”. A peça ainda tem a tag #fechadocomBolsonaro na parte de baixo.

Os apoiadores do presidente também seguravam um cartaz com os dizeres “foda-se, eu apoio o Bolsonaro”, além de carregarem bandeiras do Brasil e de Israel.

2) Estados Unidos Oferecem Recompensa Por Informações Sobre Interferência Estrangeira em Eleições
O Departamento de Estado americano está oferecendo uma recompensa de até US$ 10 milhões para qualquer pessoa que forneça informações sobre interferência estrangeira nas eleições nos Estados Unidos por meio de operações cibernéticas. O anúncio foi feito na quarta-feira (05/08) e ocorre a menos de 100 dias da eleição presidencial dos Estados Unidos.

“Os adversários estrangeiros podem empregar operações cibernéticas maliciosas visando a infraestrutura eleitoral, incluindo bancos de dados de registro de voto e máquinas de votação, para prejudicar uma eleição nos Estados Unidos”, afirmou o Departamento de Estado em nota.

A recompensa será paga por meio do programa “Rewards for Justice” administrado pelo Serviço de Segurança Diplomática e se aplica a informações fornecidas sobre as atividades de hackers associadas a governos estrangeiros que podem tentar se intrometer no processo eleitoral.

O programa Rewards for Justice oferece uma quantia semelhante para informações sobre o chefe do ISIS . Ele também é usado para tentar obter informações sobre ataques terroristas e levar os líderes terroristas à justiça. O pagamento foi emitido em um aviso publicado online.

3) Por Unanimidade STJ Nega Recurso e Mantém Sérgio Camargo na Presidência da Fundação Palmares
Por unanimidade, o Superior Tribunal de Justiça negou, nesta quarta-feira (05/08), um recurso da Defensoria Pública da União (DPU) para retirar Sérgio Camargo da presidência da Fundação Cultural Palmares.

Sérgio Camargo foi nomeado para a presidência da Fundação Palmares pelo ex-secretário da Cultura Roberto Alvim, mas, em dezembro de 2019, teve sua nomeação suspensa por decisão da Justiça Federal do Ceará.

Conforme informado pelo site Conjur, o advogado Hélio de Sousa Costa ingressou na época com uma ação popular na Justiça Federal do Ceará pedindo a intervenção do Ministério Público Federal no caso e a posterior anulação definitiva da nomeação.

A Defensoria Pública da União (DPU) recorreu da decisão do presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, que em fevereiro suspendeu decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região contra a nomeação de Sérgio Camargo para presidência da Fundação Cultural Palmares.

Em suas redes sociais Sérgio Camargo comentou a decisão do Supremo Tribunal de Justiça, segundo ele a decisão do STJ significa sobretudo uma vitória do presidente Jair Bolsonaro e agradeceu ao chefe do executivo pelo apoio que sempre recebeu.

4) GEORGE SOROS DESTINARÁ R$ 26 MILHÕES PARA ENTIDADES ESQUERDISTAS NO BRASIL
Um dos maiores financiadores da agenda globalista e do movimento comunista em todo o mundo, O bilionário George Soros anunciou esta semana que sua instituição, a Open Society Foundations, irá doar cerca de R$ 26 milhões ao Brasil para auxiliar no que ele chama de causas humanitárias. Os recursos serão destinados também ao suposto combate ao vírus chinês.

De acordo com a Open Society Foundations, cerca de R$ 10 milhões serão destinados a projetos no Pará e no Maranhão. A entidade não especificou que projetos são esses e quais as contrapartidas exigidas em troca da doação. Os outros R$ 16 milhões serão destinados a vinte e quatro instituições brasileiras designadas genericamente como redes de solidariedade em comunidades carentes e organizações do movimento negro.

O fato é que George Soros está doando dinheiro para agentes da esquerda e operadores e lobistas da agenda globalista que atuam no país, como de resto ele faz no mundo inteiro. Sua fundação é uma das principais financiadores do grupo racista criminoso Black Lives Matter, um dos grupos esquerdistas mais violentos dos Estados Unidos.

No Brasil, a fundação de George Soros destina recursos a ONGs e entidades empenhadas na promoção da agenda esquerdista e globalista, que inclui pautas como legalização do assassinato de fetos, desarmamento civil, promoção de ideologia de gênero, bandidolatria via narrativas falaciosas sobre encarceramento em massa, atuação na Amazônia brasileira, entre outros.

A quase totalidade das entidades e pessoas envolvidas com este ativismo profissional da esquerda globalista no Brasil recebe direta ou indiretamente financiamento de George Soros através de sua fundação.

Estas entidades e pessoas formam os grupos mais poderosos e eficientes de ação lobista no Congresso Nacional. Esses grupos muitas vezes são os autores de fato de projetos de lei alinhados com a agenda comunista-globalista, como foi o caso da Nova Lei de Imigração ou os projetos recentes de facilitação do aborto e da ampliação do controle do Estado sobre a educação por meio da constitucionalização do Fundeb.

A atuação da Open Society Foundations no Brasil precisa ser investigada. Pois sob a fachada de uma entidade financiadora de “projetos humanitários”, tem-se um mecanismo de ingerência estrangeira em assuntos internos brasileiros. Uma ingerência que sempre é motivada e guiada por interesses contrários à soberania nacional e aos valores civilizacionais mais caros ao brasileiros.

5) VÍRUS CONTAGIOSO TRANSMITIDO POR CARRAPATO MATA SETE PESSOAS NA CHINA
Um vírus contagioso transmitido por carrapatos matou sete pessoas, e infectou outras 60 na China, conforme informado por noticiários internacionais nesta quarta-feira (05/04), alertando sobre a possibilidade de sua transmissão acontecer de pessoas para pessoas via sangue ou mucosa.

Mais de 37 pessoas na província de Jiangsu, no leste da China, contraíram o vírus da Síndrome de Febre Severa com Trombocitopenia (SFTS, na sigla em inglês) na primeira metade do ano. Mais tarde, descobriu-se que 23 pessoas foram infectadas na província de Anhui, leste da China. O vírus SFTS não é um vírus novo. A China isolou o patógeno do vírus em 2011 e pertence à categoria Bunyavirus.

O vírus geralmente se espalha entre maio e outubro nas regiões montanhosas e tem uma taxa de mortalidade de 5 a 17%, disse Chuang Jen-Hsiang, vice-diretor geral dos Centros de Controle de Doenças de Taiwan (CDC), durante coletiva à imprensa em 5 de agosto.

O vírus apareceu pela primeira vez na província de Henan, na China, em 2009. Desde então, foram descobertos casos na Coréia do Sul , Japão e Vietnã . Taiwan detectou seu primeiro caso SFTS em novembro de 2019, um homem de cerca de 70 anos no norte de Taiwan que não tinha histórico de viagens recente. Ele foi hospitalizado após nove dias de febre e vômito.

6) MÉDICO FRANCÊS ACUSA FARMACÊUTICA GILEAD DE FAZER AMEAÇAS DE MORTE DEVIDO À CLOROQUINA
No início de março, o renomado epidemiologista francês Dr. Didier Raoult, que também chefia o instituto do Hospital Universitário de Marselha, teria recebido uma ligação com ameaças e mensagens de texto, pedindo-lhe que retirasse seus comentários sobre a cloroquina de suas redes sociais.

Didier Raoult, recebeu ameças de morte depois que ele começou a falar sobre o uso da hidroxicloroquina como possível cura no tratamento da Covid-19. Ele apresentou uma queixa à polícia por ameaças de morte e atos de intimidação contra um funcionário do serviço público que foi identificado posteriormente como sendo um médico do Hospital Universitário de Nantes. Logo após as denúncias, o Ministério Público de Nantes abriu uma investigação sobre ameaças de morte recebidas pelo professor Raoult, que defende o uso de cloroquina contra a Covid-19.

No entanto, durante um testemunho chocante perante o parlamento no final de junho, Raoult disse aos legisladores sob juramento que a pessoa que lhe enviou ameaças de morte era uma das principais beneficiárias da empresa farmacêutica Gilead Sciences.

O médico epidemiologista Raoult solicitou aos membros do parlamento francês que abrissem uma investigação sobre a Gilead Sciences. Ele também mencionou a especulação na bolsa de valores relacionada à disponibilização de informações sobre o Remdesivir e da HCQ.

No final de março, um estudo de uma equipe de pesquisa francesa liderada pelo renomado epidemiologista Dr. Didier Raoult revelou que ele era capaz de curar seus 80 pacientes administrando hidroxicloroquina e azitromicina.

“Ao administrar hidroxicloroquina combinada com azitromicina, conseguimos observar uma melhora em todos os casos, exceto em um paciente que chegou com uma forma avançada, com mais de 86 anos de idade”, relatou a Fox News.

Em suas redes sociais, o Dr. Raoult explicou sobre os resultados obtidos no tratamento com o medicamento, segundo ele cerca de 80 pacientes que foram tratado com uma combinação de hidroxicloroquina e azitromicia demonstraram a eficácia do protocolo adotado e permite demonstrar a relevância da combinação dos dois medicamentos: hidroxicloroquina e azitromicina.